11 2281-5555

Bem-vindos ao Futuro! Bem-vindos à Madras!

       

Templários

Itens 1 para 10 de 23 total

por página

Página:
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  • Um pouco mais sobre os Graus de Cavaleiro templário e de malta

    O que a palavra Bauseant significa? Por que a Cruz de Malta tem oito pontas? O que é um Turcopolier e por que Cavaleiros têm um Almirante? Detalhes
  • Templo e a Loja

    O Templo e a Loja mapeia o nascimento da Maçonaria por meio da sobrevivência das tradições templárias, de correntes do pensamento europeu, do mistério que ronda a Capela Rosslyn e de um nicho elitizado de aristocratas reunidos como guarda-costas pessoais do rei francês. Detalhes
  • Templários Sua Origem Mística

    O caminho à Terra Santa era uma peregrinação quase obrigatória a todo bom cristão. Mas o percurso era longo e repleto de perigos. Por isso, um nobre francês chamado Hugues de Payens e alguns cavaleiros ofereceram-se para proteger os peregrinos na Terra Santa. Por causa disso, eles ganharam do Rei Balduino um terreno nas proximidades do Templo de Salomão. Em virtude dessa relação, eles receberam o nome de Templários. Em toda a história da cristandade nenhuma ordem militar-religiosa teve tanto poder e fama quanto os Templários. Eles eram respeitados até por seus inimigos, inclusive pelo grande Saladino. Por outro lado, a Ordem acumulou terras e riquezas. Tudo isso atraiu a cobiça e a inveja de Felipe, o Belo. O rei plantajeneta fez subir ao papado Clemente V, com a condição de ele destruir os Templários, os quais estavam acima do poder de um rei, sujeitos apenas ao papa. Desta forma, foram confiscadas as propriedades e mortos centenas de Templários. Quando o último Grão-Mestre Templário estava prestes a morrer na fogueira, lançou uma maldição sobre o Papa e Felipe. Ambos, em menos de dois anos, já estavam mortos. Com Felipe, o Belo, teve fim a dinastia dos plantajenetas. Os Templários atuaram em várias cruzadas e na proteção da Terra Santa. Há até quem diga que a Maçonaria teve origem nos Templários. Uma história intrigante e misteriosa. Vale ler e conferir! Detalhes
    R$ 34,90

    INDISPONÍVEL
    Avise-me

  • Templários e o Sudário de Cristo

    Agora, a autora se debruçou novamente sobre um minucioso estudo e brinda o leitor com esta obra, na qual deixa claro, logo no início, que não falará do Sudário de Turim como sendo o verdadeiro Sudário fúnebre de Jesus Cristo, e sim mostrará que para os Templários o Sudário se tratava da relíquia-mor da Paixão de Cristo, por isso reforça que o título do livro é Os Templários e o Sudário de Cristo, e explica o motivo: Detalhes
  • Sociedades Secretas da Elite da América

    Sociedades Secretas da Elite da América expõe a influência que essas sociedades exercem no governo americano e sua atuação nos bastidores da história mundial. De Sons of Liberty, Skull and Bones até a Ku Klux Klan, veja como essas confrarias atuam e contribuem para o crescimento das fortunas das mais poderosas famílias da América. Steven Sora, renomado pesquisador das histórias americana e mundial, revela a saga oculta por trás dos clãs que governaram e governam a América ainda hoje. Ele faz uma ligação entre as famílias tradicionais dos Estados Unidos (os Astor, os Roosevelt, os Kennedy, os Bush) e as Lojas Maçônicas. O imenso poder e a riqueza dessas famílias permitem o controle da América e do mundo em um grau muito além do imaginado, só comparado a monarcas da Antiguidade. Este livro traz à tona o que ficou oculto durante muitas gerações e revela o quão pouco se sabe a respeito das verdadeiras histórias americana e mundial. Detalhes
    R$ 39,90

    INDISPONÍVEL
    Avise-me

  • Portugal Templário

    No gênero da História Sagrada, esse é um livro único que atravessa os séculos de “Portugalidade” sob o pendão da mais misteriosa e con¬troversa organização que existiu na Idade Média: a Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão. Detalhes
  • Os Templários no Reino de Jaime I

    Este livro vem preencher uma lacuna referente ao rei Conquistador, Jaime I, que partiu com uma galera a Montpellier, onde esperava encontrar milhares de homens, principalmente cavaleiros, para a conquista de novos horizontes, bem como sobre outros acontecimentos ocorridos na Europa, principalmente pela conquista dos Cavaleiros Templários de várias cidades e povoados na Espanha nos reinos de Aragão e Valencia, de cidades como Maiorca, Menorca, Manacor e Monteza entre outras, nos séculos XIII e XIV. Detalhes
  • Os Templários E o Pergaminho de Chinon Encontrado nos Arquivos Secretos do Vaticano

    Ao trazer para o público um pouco da história dos Templários, Barbara Frale aborda o tema sob uma nova perspectiva. Para elaborar este trabalho, ela utilizou, entre outras fontes, o Pergaminho de Chinon, encontrado recentemente — após 700 anos — nos Arquivos Secretos do Vaticano. Esse documento comprova que o Papa Clemente V redigiu uma bula na qual perdoava os Templários das acusações que lhes foram atribuídas, mas o fato foi ignorado na época e é revelado somente agora, sete séculos após o fim trágico dos Templários. Em 20 de agosto de 1308, a investigação de Chinon foi concluída, absolvendo o Estado-Maior do Templo da acusação de heresia e reintegrando-o à comunhão dos sacramentos. No retorno dos comissários da Cúria, o Papa preparou uma segunda versão da bula Faciens misericordian, que rebatia os conceitos expressos na primeira edição e trazia a notícia de que os líderes dos Templários estavam absolvidos e se encontravam protegidos em uma ilha de imunidades judiciárias para que ninguém, exceto o Pontífice Romano, pudesse interrogá-los. Mesmo assim, Jacques de Molay e vários líderes dos Templários foram torturados e queimados na fogueira, causando a destruição e a supressão da Ordem dos Cavaleiros do Templo de Salomão. Este livro descortina essa intriga em uma narração transparente, baseada em pesquisas originais que levaram a autora a surpreendentes descobertas. A réplica do Pergaminho de Chinon está anexada à obra. Detalhes
    R$ 34,90

    INDISPONÍVEL
    Avise-me

  • Os Templários e a Arca da Aliança

    Se a Arca da Aliança existisse da maneira como é descrita na Bíblia, seria um dos artefatos mais extraordinários da História. Ela formaria tempestades, irradiaria o fogo divino, derrubaria as muralhas das cidades, destruiria carruagens e aniquilaria exércitos inteiros. Além disso, teria o poder de invocar anjos e até mesmo de manifestar a voz e a presença de Deus. De acordo com o Antigo Testamento, a Arca foi construída pelos israelitas quando eles estavam no Monte Sinai — uma montanha sagrada localizada no Deserto do Sinai — após sua fuga da escravidão no Egito, há cerca de três mil anos. Foi criada a partir de instruções de Deus transmitidas a Moisés, o profeta e líder do povo israelita. Ela é descrita em detalhes como um baú de madeira decorado, de pouco mais de um metro de comprimento, oitenta centímetros de largura e a mesma medida de altura, coberto de ouro. Uma borda decorada com ouro revestia a parte de cima da arca e em suas laterais havia arcos nos quais duas varas podiam ser encaixadas para que ela fosse carregada. Na tampa, havia dois querubins, um de frente para o outro, com suas asas apontadas para a frente, como que protegendo a arca. Na Idade Média, os Cavaleiros Templários passaram anos tentando descobrir seu novo paradeiro e, de acordo com algumas lendas, a encontraram. Aqui está um relato da busca pessoal do autor na tentativa de solucionar os segredos da Arca perdida. Ela de fato existiu? Se a resposta for positiva, ela realmente possuía os poderes que a Bíblia menciona? E o maior de todos os enigmas: onde ela foi parar? Para quem busca a iluminação, a Madras Editora lança Os Templários e a Arca da Aliança, obra de Graham Phillips, renomado pesquisador do assunto. Detalhes
    R$ 33,90

    INDISPONÍVEL
    Avise-me

  • Os Cavaleiros Templários nas Cruzadas

    Este livro reconta a excitante saga dos Cavaleiros Templários, os monges guerreiros que ocuparam o monte sagrado logo após a carnificina da Primeira Cruzada. Os Templários acumularam grande fortuna, que empregaram para financiar seus 200 anos de guerra contra os muçul¬manos no deserto, nas montanhas e ao longo da vasta extensão do vale do Nilo. Por esses dois séculos de martírio militar, sua recompensa constitui em ser presos pelo papa e pelo rei, além de serem torturados pela Inquisição e, por fim, extintos por decreto. No entanto, sua lenda e seu legado não morreriam assim tão simplesmente. Ao contar a inacreditável história dos Cavaleiros Templários, a clara explicação que o autor faz das diferenças culturais e religiosas entre os adversários e aliados dos Templários no Oriente Médio proporciona uma compreensão vívida do povo que habita essa região turbulenta, que figura de maneira tão proeminente nas manchetes atuais. A semelhança de seus antagonismos, de hoje e de 800 anos atrás, é tão impressionante quanto perturbadora. Os Cavaleiros Templários nas Cruzadas – Prisão, Fogo e Espada é uma brilhante obra de história narrativa que pode ser lida como uma simples aventura, uma obra de moral ou uma lição de política de guerra. Detalhes
    R$ 64,90

    INDISPONÍVEL
    Avise-me

Itens 1 para 10 de 23 total

por página

Página:
  1. 1
  2. 2
  3. 3